Café expresso, passado, moído: quais as diferenças?

O café assumiu status de bebida gourmet. Apreciadores do mundo todo vasculham sites e prateleiras atrás dos melhores blends do mundo. Mas não só a origem do café que faz a diferença. O modo de preparo também traz toda uma gama de sabores diferenciadas para quem aprecia um bom café. Amantes de café expresso, passado e moído dividem-se ao apostar em qual preparo resulta na melhor bebida a ser saboreada. Aqui, desvendamos as particularidades de cada um para você encontrar o seu preferido – e poder apostar no melhor modelo de cafeteira do mercado para o seu objetivo particular de sabor.

Café Expresso: equilíbrio com aroma e sabor marcantes

No café expresso, a principal característica é a utilização da água sob pressão. O pó do café é moído na hora, nas cafeteiras expressas grandes. Nas portáteis, as cápsulas de café moído são utilizadas. A água atravessa rapidamente o pó, conferindo mais aroma e sabor e aquela textura cremosa. Mas, acredite: o café expresso tem menos cafeína do que um café passado. Isso porque a cafeína é extraída a partir do contato do café com a água em alta temperatura. Como no expresso esse contato é mais rápido, ele concentra menos cafeína do que um café passado, apesar do aroma e sabor fortes.

Café Coado: um clássico que não sai de moda

O preparo do café coado – passado, para os gaúchos – é um dos mais tradicionais. Em coadores de pano, filtro de papel ou cafeteiras, basta colocar o pó de café e a água quente. O resultado apresenta aroma e sabor um pouco mais suaves, em uma bebida menos ácida. Mais diluído, no café passado não é formada a espuma na xícara quando você serve. Mas a cor escura do café em contraste com a xícara, aliados ao sabor e ao cheirinho particulares, arrebata adeptos no mundo todo.

Café Moído: que tal fazer o seu em casa?

O café mais utilizado no Brasil é o café moído. É ele que encontramos nos supermercados, por exemplo. Moer o café significa entrar em contato com o estado mais bruto, com o grão do café torrado. A torra evidencia características do café. Segundo os padrões internacionais, o café moído ideal apresenta moagem que vai de média e grossa, diferente do pó utilizado nos cafés expressos e passados, geralmente mais fino. Moer o café em grãos, portanto, garante o melhor frescor. E, o melhor: hoje há vários modelos de moedores e de cafeteiras que vêm com o moedor para quem gosta de apreciar o café em sua essência: moído na hora.

Detalhe: todos os tipos de cafés devem considerar o uso da água em uma temperatura que varia entre 91 e 96°C, independentemente da forma de preparo. Menos quente, a bebida pode não expressar tudo que o café tem a oferecer de sabor. Mais quente, os sabores podem resultar em amargores e variáveis indesejadas. Pronto para fazer o seu café preferido em casa? A WebContinental te ajuda com larga variedade de cafeteiras para você experimentar o melhor do café.

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com