Ar Condicionado

Qual o consumo de um ar-condicionado?

ligando ar condicionado
Escrito por WebContinental

Uma das grandes preocupações que surgem quando se pretende comprar um ar-condicionado é com o consumo energético desse aparelho. É bastante comum que algumas pessoas acabem se privando do conforto e da qualidade de vida que o condicionador de ar proporciona com medo de que a sua conta de luz vá às alturas. Se você também está com esse receio, então confira alguns mitos, verdades e dicas sobre o consumo de um ar-condicionado.

Todos os aparelhos gastam a mesma quantidade de energia?

Esse é um mito que ainda persiste: o consumo do aparelho varia, sim, de modelo para modelo. De forma geral, aparelhos com uma maior quantidade de BTUs (British Thermal Unit, traduzindo, Unidade Térmica Britânica) possuem maior capacidade de resfriar o ambiente, o que também acaba consumindo mais energia elétrica.

Conheça os tipos de ar-condicionado

Embora esse seja apenas um dentre outros fatores que influenciam no consumo elétrico – logo abaixo você sabe mais sobre eles -, escolher um ar-condicionado com a potência (BTUs) adequada para o uso que você pretende fazer dele já ajuda bastante a evitar que a conta de luz fique mais alta do que o esperado. Além disso, dar preferência para modelos mais modernos, como o Inverter, também traz maior eficiência energética. Esse tipo de aparelho não gera picos de voltagem nem oscilações na temperatura, representando assim uma economia de energia que pode chegar a até 40%.

Saiba como escolher o ar-condicionado ideal para o seu lar

O que influencia no consumo de energia?

Como você já viu, a potência do aparelho (BTUs) afeta bastante o consumo de energia do ar-condicionado. Isso porque ao adquirir um modelo com potência insuficiente para um grande ambiente, por exemplo, ele acabará consumindo muito mais energia. Por outro lado, se o seu aparelho possuir capacidade de BTUs muito acima do necessário para o ambiente, esse excesso também acarretará em um maior consumo elétrico.

Como economizar energia com ar-condicionado

Ou seja, é importante ter atenção na hora de comprar um condicionador de ar para que ele tenha a potência que se adapta melhor à sua necessidade, ao tamanho do ambiente que ele irá climatizar e também o período de utilização do aparelho. Para você ter uma ideia de qual o modelo mais indicado, utilize nossa calculadora de BTUs.

Além disso, outros aspectos acabam influenciando no consumo elétrico:

  • quanto maior a quantidade de eletroeletrônicos no ambiente, maior a dificuldade do ar-condicionado em resfriá-lo, logo, também aumenta o consumo;
  • se a área tem um grande trânsito de pessoas e/ou frequente abrir e fechar de janelas/portas, isso também aumenta o consumo de energia;
  • problemas e erros na instalação do ar-condicionado têm sim o potencial de fazer com que ele gaste mais energia;
  • ligar e desligar o aparelho com muita frequência gera picos de energia, o que consequentemente gera uma conta de luz mais cara.

Todos esses fatores acabam tendo reflexos na performance do condicionador de ar, o que gera mudanças no consumo de energia. Mas o principal fator com relação ao uso diário no quesito gasto de eletricidade é, claro, o tempo que o aparelho fica ligado. Saiba mais sobre como ter uma ideia de quanto será o consumo do seu ar-condicionado logo abaixo.

Quanto o ar-condicionado consumirá de energia?

É possível descobrir quanto será o consumo mensal de energia gerado pelo seu ar-condicionado utilizando algumas fórmulas. Basicamente, é preciso saber quanto é o consumo de kWh e qual é o valor cobrado pela distribuidora por kWh. Porém, esse cálculo não é tão simples assim, e se desdobra em outra fórmula. Parece difícil? Abaixo a gente explica melhor.

Primeiro, é necessário saber quanto é o consumo de kWh do seu ar-condicionado. Para descobrir isso, use uma fórmula: a potência (em Watts) do aparelho (essa informação geralmente consta no manual ou na etiqueta do selo PROCEL) X o tempo que você pretende usar o condicionador de ar (horas diárias) X quantidade de dias do mês que irá usá-lo / 100. Ou seja: P x T x D / 100.

Então, depois de descobrir qual o consumo mensal de kWh, basta multiplicar esse número pelo valor que a sua distribuidora de energia cobra por kWh (essa informação você pode conseguir na sua conta de energia elétrica). Dessa forma, é possível descobrir quanto seu ar-condicionado está consumindo de energia mensalmente, identificando assim o gasto que ele está gerando na sua conta de luz.

Com essas dicas, você conseguirá saber qual o consumo do seu ar-condicionado e terá uma boa ideia de como ter mais economia e eficiência ao utilizar o aparelho! E lembre-se: aqui, na WebContinental, temos os melhores modelos de ar-condicionado do mercado com condições de pagamento e qualidade incomparáveis. Acesse e aproveite!

Sobre o autor

WebContinental

Deixe um comentário

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com