Ventilador

Melhor ventilador de teto: qual o modelo perfeito para você?

ventilador de teto com luz acesa
Escrito por WebContinental

Quando o calor aumenta, sobe também a procura por um jeito prático, barato e eficiente de se refrescar. Uma forma muito popular de fazer isso é com o bom e velho ventilador de teto, modelo antigo e que até hoje proporciona conforto para variados ambientes. Mas você sabe como escolher o modelo ideal para o seu lar? Então veja nosso post e descubra!

Dicas de como escolher ventilador de teto

Na hora de decidir qual ventilador levar para casa, ter atenção com alguns aspectos e características ajuda você a fazer a escolha certa, optando por um modelo que consiga climatizar o ambiente de forma eficiente e que também caiba no seu bolso – não apenas no custo do aparelho em si, mas, além disso, no consumo de energia.

Considerar o tamanho do ambiente

O primeiro passo para escolher um modelo é saber em qual ambiente ele ficará, pois dependendo das características da área, será preciso um tipo específico de ventilador. Quanto maior o local, maior precisa ser a circulação do ar para que ele fique de fato confortável – e, portanto, maior deve ser a vazão de ar gerada pelo ventilador de teto (mais abaixo você entende melhor esse conceito). Nesse caso, geralmente, também é indicado priorizar um modelo com as hélices mais largas.

Potência e vazão de ar

As características das hélices também têm uma relação importante com a potência do motor: quanto maior o número de hélices e inclinação delas, maior deve ser a potência – ou seja, o quanto de energia elétrica o ventilador consome ao funcionar. Por exemplo, no caso de um modelo com uma determinada potência e duas hélices e outro com a mesma potência e três hélices, o primeiro será mais eficiente em circular o ar do ambiente e consumirá menos eletricidade.

Também é importante não confundir a potência com a vazão de ar, pois é a última característica a qual realmente indica a capacidade do aparelho em fazer o ar circular pelo ambiente e, assim, deixá-lo mais refrigerado.

A vazão é calculada em metros cúbicos por segundo (m³/s), e uma boa medida base na hora de comprar um ventilador de teto é considerar que cada 20 m² de ambiente necessitam, em média, de uma vazão de 2 m³/s. Ou seja, em uma área de 40 m², por exemplo, um ventilador com vazão de ar de 4 m³/s é suficiente.

Eficiência energética e recursos extras

Mais um ponto crucial a ser levado em conta na hora de escolher o ventilador é o consumo de energia que ele terá. É possível ter uma ideia dessa característica por meio do índice de eficiência energético, que é calculado pela relação entre a potência do equipamento (quanto ele gasta de eletricidade) e sua vazão de ar (a capacidade de ventilar). Quanto maior o valor desse índice, menor é o peso que ele trará na sua conta de luz. Para encontrar modelos eficientes, fique de olho no Selo Procel A.

Por fim, também pode ser um diferencial prestar atenção nas funcionalidades extras oferecidas pelo ventilador – especialmente se você estiver em dúvida entre dois modelos muito parecidos na potência e eficiência energética. Alguns oferecem itens como controle remoto, maior número de velocidades pré-definidas ou, ainda, velocidades totalmente reguláveis para você ajustá-la exatamente da forma que lhe for mais conveniente.

Conheça outros tipos de ventiladores

Viu só como é fácil? Usando essas dicas como um tipo de guia, você conseguirá encontrar aquele modelo perfeito para deixar o seu verão muito mais confortável. E lembre-se de contar com a WebContinental: temos uma grande variedade de modelos e as melhores condições de pagamento do mercado!

Sobre o autor

WebContinental

Deixe um comentário

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com